Altaneira encontra-se entre os 12 municípios melhor avaliado no IEGM, aponta relatório do TCE

0

A gestão pública dos municípios cearenses referente ao exercido de 2016 medida através do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM), realizada pela segunda vez em uma parceria do Instituto Rui Barbosa (IRB) com Tribunais de Contas de 25 Estados e do Distrito Federal, demonstrou que eles estão em uma escola de 0 a 1, com uma nota média de 0.54.

A informação está disponível na página eletrônica do IRB e foi divulgada no próprio site do Tribunal de Contas do Estado do Ceará. Segundo o TCE, a pontuação ficou acima da nacional e do Nordeste, que atingiram 0.53 e 0.48 respectivamente. O IEGM visa avaliar a partir de pesquisa encaminhadas a cada administração as políticas e atividades públicas desenvolvidas pelas gestões dos municípios e para efeitos de cálculos, leva em conta a pontuação obtida em sete áreas. Em cada uma delas, a média dos municípios cearenses foram: 0.55 em educação; 0.73 em saúde; 0.26 em planejamento; 0.72 em gestão fiscal; 0.37 em meio ambiente; 0.47 em cidades protegidas; e 0.52 em governança em tecnologia da informação.

Dos 184 (cento e oitenta e quatro) municípios do Estado, Altaneira está entre os 12 (doze) que apresentou os melhores resultados na áreas avaliadas. Para cada uma delas, atribui-se letras. “A” representa um “altamente efetiva; “B+” – “muito efetiva”; B” –  “efetiva”; “C+” – em fase de adequação” e “C” equivale a “baixo nível de adequação”.

Das sete áreas, a gestão municipal conseguiu ser muito efetiva em três delas, Educação, Saúde e Gestão Fiscal. Em Governança em Tecnologia da Informação e em Meio Ambiente, Altaneira está no nível qualificado como “em fase de adequação” e em Planejamento e em Cidades Protegidas o alcance ficou em “baixo nível de adequação.

Ao tomar conhecimento dos dados do município que foram encaminhados pelo TCE via correio eletrônico, o Secretário de Governo, Deza Soares, classificou os resultados como bons, visto que áreas consideradas primordiais para o desenvolvimento de qualquer município, como Educação e Saúde, a gestão ficou bem avaliada. Mas ponderou que acendeu um alerta nos outros setores. “Eles nos darão suporte para que possamos corrigir e buscar atingir nossas prioridades”, ressaltou.

 

 

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade