Secretário de Governo defende na Câmara reajuste de vencimento dos professores e de demais servidores

0

O professor Claudovino Soares (Deza), Secretário de Governo, usou a tribuna do Poder Legislativo na noite desta quarta-feira, 1º de fevereiro, visando explanar o posicionamento do governo municipal em defesa dos servidores e servidoras.

Secretário de Governo, Deza Soares, na tribuna da Câmara. Foto: Júnior Carvalho.

Secretário de Governo, Deza Soares, na tribuna da Câmara. Foto: Júnior Carvalho.

Para tanto, falou acerca do Projeto de Lei 001/2017, de autoria do poder executivo municipal que autoriza o pagamento de abono em virtude de saldo remanescente de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB). Ele afirmou que há empecilho, vista que a redação do projeto tinha algumas atecnias. “Mesmo com emendas apresentadas pelos vereadores que atenderam um pedido dos representantes da categoria, a atecnia permaneceu. Por isso, o governo entende e já pedindo desculpas, a retirada de pauta para as devidas correções”, disse.

Deza discorreu também sobre o projeto 002/2107 encaminhado a casa legislativa que reajusta os vencimentos dos servidores em caráter efetivo desta municipalidade. “Com exceção dos Agentes de Endemias e Agentes de Saúde que possuem leis específicas e piso próprios, todos os demais estão tendo um reajuste equivalente a 6,48%”, afirmou. Isso faz com que se siga o mesmo percentual atribuído pelo governo federal ao salário mínimo.

Os profissionais do magistério municipal também foram contemplados com o reajuste e segundo o secretário, o valor acrescido de 7,64% constante do PL 003/2017 faz com que os professores de Altaneira tenham os vencimentos acima do nacional, citando como exemplo que uma professora com 40 horas semanais e no nível A receberá R$ 2.467,50 e fez questão de ressaltar o compromisso da gestão que é atender as os servidores dentro da legalidade e que se houver necessidade irá solicitar da Câmara a realização de sessões extraordinárias para a aprovação o mais rápido possível dessas matérias.

 

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade